terça-feira, 9 de junho de 2009

09.06.2009

homem que mija também faz anos mas mesmo assim continua a mijar, não há cá dias especiais, o mijo tem que ser libertado de qualquer forma e em qualquer situação. por isso digo-vos que continuo a fazer eco na casa de banho à noite pois nem o cantar do grilo ofusca a minha melodia, o meu soneto, a composição banal e vaga.
sou o mijo porque ele sai de mim naturalmente, liberto-me aos poucos vagarosamente, eficazmente!
após o autoclismo vem o silêncio apaziguador, o grilo canta e eu durmo um sono que em nada tem de espectacular a não ser que faço parte dele e ele de mim, somos cúmplices na noite, amantes que não se lembram da noite amada. Mas ama-mo-nos eternamente.
que mais homens mijem sem vergonha do seu mijo
paz

2 comentários:

  1. Parabeeeeeens! =)

    E mija mulher, mija! ;)

    ****

    ResponderExcluir
  2. gosto de te ler SantosAlmeida

    Bruce

    ResponderExcluir

nada